Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Tudo sobre forno de microondas

São várias as lendas que envolvem o uso desse aparelho que trabalha na velocidade da luz. Veja as principais questões sobre o assunto



MITOS E VERDADES

As microondas escapam do forno em funcionamento.
VERDADE. Os fornos modernos são feitos da forma mais segura possível. Seu interior é revestido de metal, que reflete as microondas, conservando-as em seu interior. Ao atingir os alimentos, as ondas se transformam em calor e praticamente deixam de existir. "No entanto, por mais blindado que seja o forno, um pouco sempre escapa", afirma o físico Alexandre da Silva Sanches. Por isso, há quem aconselhe manter uma distância do aparelho em funcionamento. "Acontece algo similar com o aparelho de televisão: ele emite outro tipo de onda eletromagnética, os raios X, e esse é o motivo para a recomendação de ficar sempre a dois metros de distância da TV ligada", acrescenta.

É mais seguro esperar alguns segundos para abrir a porta.
MITO. Depois que o forno apitou, pode-se abrir a porta sem problemas: ele está desligado e não há produção de microondas

Microondas causam câncer.
AINDA NÃO SE SABE. "Não existem experiências publicadas em revistas científicas que comprovem isso em seres humanos. Estudos têm sido realizados com animais, mas é difícil traduzir esses resultados para possíveis efeitos em humanos", explica o físico Alexandre da Silva Sanchez. A agência federal norte-americana de vigilância sanitária, o FDA (Food and Drug Administration) garante que os fornos usados de acordo com as instruções dos fabricantes são seguros.

Alimentos preparados no microondas produzem substâncias que podem provocar tumores.
MITO. "Vários hábitos da vida moderna podem causar câncer. Com relação ao forno de microondas, ninguém pode afirmar nada. Até onde mostram as pesquisas, ele é seguro para a saúde", diz Elizabeth Torres, engenheira agrônoma e professora do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP. "O que acontece realmente é que há maior oxidação do alimento quando a comida é preparada no aparelho", completa.

Cozinhar no fogo é mais saudável.
EM TERMOS. Qualquer forma de cocção modifica os nutrientes do alimento. "Uma carne preparada na churrasqueira também oferece riscos para a saúde: aquela crosta torradinha permite a formação de agentes cancerígenos", explica o especialista em Qualidade Total Jorge Ricardo Oliveira. A maneira mais rápida de cozinhar é mesmo no microondas. "Já a forma mais saudável e que preserva maior quantidade de nutrientes é a vapor", ensina o físico Alexandre Sanches.

O alumínio não pode ser utilizado no forno microondas.
VERDADE. Panelas de metal, como alumínio, aumentam muito o grau de reflexão (aquela operação de a microonda bater e rebater dentro da câmara de cozimento). "Na pior das hipóteses, isso pode criar uma verdadeira bomba de microondas e até explodir o magnetron", diz Sanchez. Vidro, papel, cerâmica ou plástico feito para esse fim podem ser usados nesse forno porque as microondas passam através desses materiais, afastando a possibilidade desses mesmos efeitos perigosos.

Ovo cozido no microondas explode.
VERDADE. Explode mesmo, como o engenheiro norte-americano Percy Le Baron Spencer, o desenvolvedor do forno nos anos de 1940, pôde testemunhar. A casca fechadinha do ovo forma uma 'panela de pressão' sem válvula de segurança. E a pressão que se forma dentro dele durante o cozimento faz com que ele estoure. Então, vale a dica: fure batatas, berinjelas, gemas de ovos e demais alimentos que tiverem peles ou membranas protetoras com palito, para permitir a saída dos vapores

Frituras não podem ser feitas no forno microondas.
VERDADE. Porque a temperatura do óleo não pode ser controlada como em um fogão convencional. Mas uma pequena quantidade de óleo pode ser usada para refogar os temperos.

Recipientes não aquecem no forno microondas.
EM TERMOS.. Os recipientes próprios para esse uso têm a característica de não aquecerem, mas se tornarão quentes pelo contato com o alimento. Isso acontece porque, quando o alimento é aquecido, parte do seu calor é transferido para o recipiente. Por isso, mesmo assim, é necessário o uso de luvas antitérmicas para retirar os pratos preparados no microondas, como faria com qualquer outro tipo de forno.

Comida feita no microondas não é segura.
DEPENDE. O maior problema desse forno é que o cozimento não se dá de maneira uniforme em todo o alimento, podendo, dessa maneira, sobreviver certos microorganismos na comida pronta. "Mas a eficácia do aparelho depende de alguns fatores, como a composição do alimento, do tipo de microorganismo presente e a temperatura alcançada", explica o livro Alimentos em questão - uma abordagem técnica para as dúvidas mais comuns, das professoras Elizabeth Torres e Flavia Sarti, do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP (Editora Ponto Crítico, 2001).

Nenhum comentário:

Postar um comentário